Procurador quer que Marco Feliciano sofra do STF ação penal por “discriminação” à sodomia

Maior Assembleia de Deus do Brasil enviará a Dilma Rousseff documento apoiando Feliciano

Por Julio Severo
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu nesta semana ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abra um processo criminal contra o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) por alegada discriminação aos homossexuais.

No documento enviado ao STF, Gurgel acusa que Feliciano enviou mensagens de Twitter contra a orientação sexual dos homossexuais. Segundo o procurador, no Twitter Feliciano se referiu ao comportamento homossexual como “podridão”. Gurgel disse: “A simples leitura da declaração do investigado evidencia o seu caráter discriminatório e agressivo”.
Evidentemente, se Gurgel tivesse lido a Bíblia só uma vez, ele teria encontrado motivo suficiente para acusar Deus de ser pior do que discriminatório e agressivo. Na Bíblia, Deus diz:
“O homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles.” (Levítico 20:13 KJA)
Abominação significa coisa detestável, repugnante, nojenta, asquerosa, etc. Essa é a opinião oficial de Deus sobre as práticas homossexuais.
Na prática, Gurgel está agindo como se existisse um PLC 122 imperando no Brasil. De acordo com reportagem do Estadão, o “procurador disse que foram superadas visões preconceituosas e anacrônicas sobre a homossexualidade, como as que a consideravam um pecado”.
Essas visões “superadas”, que consideram as práticas homossexuais como pecado, são na verdade as palavras da Bíblia na boca dos cristãos. Essas palavras, de acordo com o que Gurgel disse ao Estadão, são “expressão de natureza homofóbica de induzimento e incitação à discriminação de homossexuais”.
Se a opinião de Gurgel for formalmente aceita pelo STF, a legalização do PLC 122 será desnecessária. Bastará o raciocínio descabido dele para que as pessoas sejam condenadas por “homofobia”. Feliciano está sendo colocado como teste.
O procurador, que parece andar ocupadíssimo monitorando o Twitter de Feliciano, parece nunca ter tido tempo de ver as palavras de Luiz Mott, o líder do movimento homossexual do Brasil, defendendo a pedofilia.

Ele também parece nunca ter visto a cena de Mott com uma estátua de menino pelado apresentando um museu erótico gay.
Pelo menos, nunca se viu Gurgel pedindo uma ação penal do STF contra Mott.
O alvo dele é Feliciano, não Mott, porque o que Mott prega e faz (enfiar e receber o órgão sexual masculino no traseiro de outro homem) é belo, moderno, decente, etc. Mas o que Feliciano prega (reprovar biblicamente a “beleza” das práticas homossexuais sancionadas pelo excelentíssimo procurador-geral que se acha o ditador da liberdade de expressão) é “abominação!”
Ao que parece, Gurgel quer fazer Feliciano de exemplo para todo cristão no Brasil que levar Deus e sua Palavra a sério, a mesma Palavra que diz: “Todo ser humano [inclusive o senhor Gurgel] é como a relva e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor, mas a Palavra do Senhor permanece para sempre”. (1 Pedro 1:24,25 KJA)
Cedo ou tarde o senhor Gurgel verá que as palavras superadas não são as palavras que saem da boca de Deus, mas as que saem da boca da relva.
Contudo, nem tudo parece estar perdido. Milhares de pastores da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) que estavam reunidos em Brasília na terça-feira, 9 de abril, aprovaram uma moção de apoio a Marco Feliciano. A CGADB é presidida pelo Pr. José Wellington.
O documento deverá ser enviado a presidente Dilma Rousseff e ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
Depois da votação, do púlpito Feliciano agradeceu o apoio e disse “nunca houve uma comissão com tanta oração. Os pastores estão orando pela minha vida e pela comissão. Venceremos esta batalha. Quero agradecer essa moção”. Ele referia-se à CDH (Comissão de Direitos Humanos) da Câmara dos Deputados, a qual preside mesmo sob pressão para que renuncie ao cargo. As pressões estão vindo principalmente das esquerdas seculares e evangélicas.
Em entrevista (disponível neste link: http://youtu.be/URnhIGXAvuQ) a Silas Daniel, da CPAD News, Feliciano agradeceu o apoio oficial da CGADB, que não só é a maior denominação assembleiana do Brasil, mas também de longe a maior denominação evangélica do Brasil. (Não confundir a CGADB com a CONAMAD, a segunda maior denominação assembleiana, presidida pelo Bispo Manoel Ferreira, que se encontra sob escândalo envolvendo organizações do Rev. Moon.)
O apoio oficial da imensa CGADB a Feliciano é o apoio evangélico mais importante que ele recebeu até o momento, em meio a inúmeras manifestações de oposição de protestantes esquerdistas de outras denominações.
A reunião da CGADB em Brasília trouxe cerca de 24 mil pastores assembleianos, que enfim apoiaram seu colega de ministério.
Esperemos que outras denominações ou pelo menos líderes denominacionais tenham a coragem de dar apoio a Feliciano e de mandar cartas para Dilma Rousseff, pois em jogo não está a Assembleia de Deus e nem mesmo um simples pastor assembleiano. Em jogo está a liberdade, a família, a vida e o Cristianismo.
Se Feliciano for levado a julgamento por “homofobia”, todos seremos acusados de seguir “visões superadas” por acreditarmos nas palavras da Bíblia, e todos seremos julgados como criminosos por aqueles que acham que liberdade de expressão é um direito exclusivo apenas para os que ousadamente manifestam pela boca e pelas ações obscenidades e agressividade em prol da sodomia.
Com informações do Estado de S. Paulo e da Folha de S. Paulo.
Fonte: www.juliosevero.com


* * * * * * *

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s